O silêncio de Deus

Oioioi, gente!!

Que delicia é estarmos assim todos os dias, né? ♥ Quem dera pudéssemos ter posts diários aqui no nosso blog! Já pensaram nessa possibilidade? Quem sabe um dia, eu ia amar!! #Oremos Como foram de fim de semana? Vou confessar que estou um pouquinho cansada… Quando chega domingo à noite a teoria do ‘bem que podia ter um dia de descanso pós fim de semana, né? ’ sempre reina! Incrível!! Só comigo? Rs

Ontem, o post saiu um pouquinho mais tarde aqui no nosso blog… Isso aconteceu porque tive uma experiência maravilhosa com Deus ontem à noite e acabei chegando um pouquinho mais tarde em casa 😉 Comentei nas minhas redes sociais que contaria esse tal acontecimento hoje, aqui no nosso blog 😉 E então, todas preparadas para curtir um papo super deliçura? Então aconchegue-se aí na sua caminha, no seu sofá, no vaso sanitário… “Quel!! No vaso sanitário?! Oi? Como assim?” Ai gente… Por favor, vai! Só eu que uso o celular no banheiro, né? Aham… Tá! Me engana que eu gosto! “Nossa Quel… Realmente estamos ficando bem íntimas!!” Rsrs Siiim!! E isso não é maravilhoso? Rs Bora!!

A maioria de vocês deve saber que participo do Força Jovem Universal, o grupo de jovens lá da minha igreja 😉 Inclusive!! Muito em breve farei um post super especial sobre esse assunto 🙂 Aguardem!! Mas voltando! Então, devido a nossa rotina mega puxada, cheia de estudos, compromissos, tarefas em casa, compromisso com a família… Não são todas as semanas que posso comparecer no FJU, infelizmente! Meu líder, graças a Deus, super me entende e super me incentiva a me dedicar aos meus estudos, porém quando chega sábado e eu por algum motivo não posso ir bate aquela tristezinha no heart por estar ausente de algo que eu amo tanto, entendem? Mas tudo bem! Logo o Espírito Santo me lembra que sacrifícios são necessários e intransferíveis! Muitas vezes temos que abdicar de algo agora para ganharmos lá na frente 🙂

A questão é que semana passada eu fui ao FJU, e antes de começar a reunião eu fiz uma oração muito sincera a Deus. Disse a Ele, de forma bem revoltada confesso, que eu não queria estar ali para ser mais uma obreira, participar de mais uma reunião, frequentar a igreja mais um sábado… Não! Eu queria me sentir útil! Queria me sentir importante diante de Deus! Não me importava saber onde eu teria utilidade! Cheguei a falar para Deus que eu não me importava que ele me usasse para limpar um banheiro naquela noite! Não mesmo! Apenas gostaria de me sentir útil! Ter a certeza que teria valido muito a pena eu estar ali naquela noite. Queria ter a alegria de ter tido a oportunidade de servi-Lo de alguma forma. Quando acabei minha oração fui para o salão. A reunião começou e logo de início os obreiros foram convocados a se posicionarem lá na frente. Eu fui. Pronta para qualquer coisa.

Então, o obreiro que conduzia a reunião, chamou todos os jovens que estavam passando por algum tipo de problema lá na frente. Alguns jovens vieram, e dentre tantos uma menina me chamou a atenção. Eu já a conhecia, na verdade há um ano atrás já havia até lhe oferecido ajuda… E quando a vi o Espírito Santo logo falou comigo: “Raquel, você vai orar por essa moça.” É incrível como a voz de Deus é inconfundível! Quando Deus falou isso na minha mente, logo me prontifiquei a executar o Seu comando. Quando começou a oração, fui até essa moça e antes de orar por ela lhe fiz uma pergunta: ‘Fulana’, se Deus te entregasse uma folha em branco hoje para você escrever uma nova história, o que você faria? Neste momento os seus olhos ficaram molhados, sua voz mal saía… Eu via que havia um grito preso ali. Orei por ela. Ao final da oração pedi que ela me procurasse ao final da reunião para que pudéssemos conversar melhor, para que eu pudesse lhe orientar. A reunião acabou. Onde estava a moça? Procurei, perguntei, não achei. Fui embora um pouco triste, desapontada… Havia pedido a Deus para que me usasse! Por que Ele não me respondeu? Saí daquela reunião me sentindo uma inútil, confesso. O que eu tinha feito? Quem eu tinha ajudado? Fui embora.

A semana passou e com ela veio aquele tsunami de provas! Estava muito cansada! Muito mesmo! Já estava até me planejando para não ir ao FJ esse fim de semana… Precisava descansar! Foi quando me lembrei que neste sábado seria realizada a Consagração dos Estudantes, eu não poderia faltar! De jeito nenhum! Então fui até Deus. Falei com Ele. Fui sincera. Me lembro que ontem, quando fiz essa oração, cheguei a falar que não estava nem um pouco a fim de ir a reunião. Só estava indo porque teria a Consagração, apenas por isso! Me lembro que um pouco antes das 19h, horário que a reunião começa, até comentei com a minha cunhada que eu não estava muito a fim de ir, sei lá! Estava cansada! Eu só queria minha cama, meu travesseiro… Só queria descansar! E então ela me disse algo que realmente é verdade: “Gru (é assim que nos chamamos), são nesses dias que não queremos ir que Deus mais nos usa! ”. Ouvi aquilo e fui apegada àquela palavra. Fui.

Então cheguei ao FJ. Participei da reunião e ao final quem eu avisto lá de longe? Exatamente!! A ‘Fulana’. Perguntei à ela se podíamos conversar um pouquinho, ela aceitou. Conversa vai, conversa vem… Foi quando Deus falou comigo por meio daquela jovem! Estávamos conversando e eu me propus a ajudá-la. Perguntei a ela se eu poderia fazer alguma coisa por ela, que ela podia contar comigo… Enfim! Fiz aquelas perguntas que provavelmente qualquer outra obreira no meu lugar faria. E então ela me falou: Obreira, semana passada, antes de eu vir para a reunião do Força Jovem, eu fiz uma oração sincera à Deus. Falei para Ele que se Ele não falasse comigo de algum forma naquela noite eu iria sumir! Já havia até pensado em me matar! Foi quando fui lá na frente e a senhora disse para mim que Deus não olhava mais o meu passado, e se eu quisesse Ele me entregaria uma folha em branco. Desculpe obreira, mas não vi a senhora falando! Vi o próprio Deus me dando uma nova oportunidade! ” Confesso que quando ela me falou isso eu não pude conter as minhas lágrimas. Elas rolaram no meu rosto. Nesse exato momento, enquanto aquela jovem falava, o próprio Deus, como uma chama de fogo dentro de mim me falava de forma tão clara e certa: “Raquel, eu ouvi a sua oração semana passada pedindo para ser usada em minha obra. Eu te usei! Você foi meu instrumento! Se eu ouvi sua oração para abençoar a vida de uma jovem, você acha que não tenho ouvido suas orações para abençoar sua própria vida?”. Eu não sabia como lidar com tudo aquilo! Estava tão impactada! Meu Deus! Quem ali estava sendo ajudada? Seria aquela jovem que estava na minha frente ou eu que estava diante do Senhor? Tentava segurar minhas lágrimas, mas não conseguia! Deus havia me respondido, ali, naquele momento!

Levei aquela jovem até diante do altar. Peguei uma olha sulfite e disse a ela: “Fulana, essa folha representa a sua vida a partir de agora. O que você quer fazer com ela?” Foi quando ela pegou a folha e depositou a sua vida diante do altar de Deus. Talvez você esteja lendo e fique pensando com os seus botões: “Mas Quel… Era apenas uma folha!”. Não! Não era! O gesto foi uma manifestação da fé daquela jovem e eu tenho certeza absoluta que aquilo o que aconteceu ontem é apenas o início de um livro maravilhoso que Deus irá escrever em sua vida!

Muitas lições eu tirei de todas aquelas horas que permaneci ali na igreja ontem a noite. Porem, a mais forte de todas elas foi compreender que Deus realmente está presente em todos os momentos quando você o chama. Isso me faz lembrar de dois versículos que eu realmente me baseio muito para permanecer na minha fé:

“Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.”
Mateus 18:20

“Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora. ”
João 6:37

Sabe amiga, talvez você esteja passando por alguma situação que aparentemente parece que nem Deus tem te ouvido. Às vezes, você tem a impressão que o tempo passa e a voz de Deus parece ficar cada vez menos audível para você. O deserto parece extenso, não é? E faz um bom tempo que você não vê se quer uma nuvemzinha para amenizar o ardor da solidão que parece sufocar a sua alma. Sua voz parece se calar, seu choro parece ser tão mais audível… Mas eu quero te falar um coisa. Também tenho problemas, e não são poucos e nem pequenos! Todos nós temos problemas! Todos! Mas quero que você entenda que o diabo quer que você acredite que Deus não tem ouvido as suas orações, mesmo que não sejam mais em palavras e sim apenas em lágrimas… Mas venho aqui te dizer que Deus não apenas tem ouvido suas orações como também tem trabalhado ao seu favor. Talvez sua revolta esteja na demora de Deus em te atender. Não! Não se revolte! A palavra de Deus nos garante que tudo coopera para o bem daqueles que amam a Deus. Tudo coopera! Também tenho passado por desertos bem áridos onde aparentemente não vejo Deus! Mas eu tenho crido! Tenho crido que Ele tem trabalhado em meu favor!

Nosso problema, muitas vezes, é querer ver Deus fazer alguma coisa no nosso tempo, de acordo com as nossas expectativas conforme as nossas vontades. Mas Ele não trabalha assim. Deus trabalha em silencio. Em oculto. Ele aparecerá apenas no final. Atente-se ao que Deus quer te ensinar nesse deserto que você tem passado. Pergunte a Deus o que Ele quer te ensinar com tudo isso! Ao invés de talvez tentar mudar a situação, talvez a principal mudança deva ser dentro de você!

Uma coisa eu te garanto, Deus jamais te deixa “no vácuo” nos momentos que você O busca e, mesmo que não pareça, Ele está se usando, te moldando, cuidando de você, trabalhando ao seu favor, te honrando, te abençoando. Seu papel não é entender, é crer!!

Que Deus abençoe muitíssimo a sua semana!!

Um super beijo e aquele abraço de urso!! ♥

Quel Delatorre

Página FaceBook

Meu Instagram: @queldelatorre

Anúncios

55 comentários sobre “O silêncio de Deus

  1. Estou lendo todos os post que não consegui avompanhar e como sempre, aprendendo mais um pouco e edificando a minha fé. Que Deus continue te abençoando Quell😘

    Curtir

  2. Obrigada Quel,e a primeira vez que comento aqui, e pra falar a verdade são poucas as vezes que leio o seus post por falta de tempo mesmo, mais hoje estava a procura de “algo” e de repente parei aqui, só Deus sabe o que eu tenho passado na igreja no trabalho e na faculdade.. Tem sido difícil, e agora estou no rush do Godllywood parece que as coisas tem só apertado cada vez mais.. Só que atravez do que li aqui vi o quanto Deus esta perto de mim e o quanto minha comunhão com Ele ta aumentando, essas guerras todas que estou passando tem sido um trampolim na minha vida espiritual e sei que logo vai se refletir na minha vida “normal” (não sei como falar vida sem ser espiritual acho que da pra entender e tal rsrs)
    Obrigadoo mil beijos 😘😘❤🌺😍

    Curtir

  3. Muito obrigado Quel !!!! esse post me ajudou bastante. E falou comigo de uma forma muito forte. Agora entendo os motivos do meu deserto. Que Deus lhe abençoe, e a cada dia lhe encha de sabedoria. Bjus!!!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s