Dízimos, Ofertas e Fogueira Santa para quem estuda. Como proceder?

Essa é uma grande questão! Como proceder?

De vez ou outra recebo perguntas sobre esse tema por e-mail ou até mesmo pessoalmente. Jovens estudantes são o principal grupo que indaga: como vou dar a Deus algo que não tenho? E se pensarmos, de fato! Como dar a Deus (ou a qualquer pessoa) algo que você não tem? Obviamente você não dá, justamente por não ter. Certo? Não. Na verdade o “ter” ou “não ter” é muito relativo…

Vamos entender mais sobre isso nas linhas abaixo 😉 Sente-se de forma bem confortável e aproveite cada momento do nosso papo de hoje 🙂 Nosso encontro hoje é breve 😉 Chora não!! As férias logo menos estarão aí e poderemos aproveitar muuuito juntinhas :)♥ E então? Bora lá?

Veja se uma dessas questões, vez ou outra, não pairam na sua mente:

  • Questões sobre o dízimo:

“Não trabalho ainda e recebo um dinheiro dos meus pais. Mas eles já são dizimistas. Devo tirar o dízimo de um dinheiro já dizimado?”

“Tenho meu dinheiro, mas também tenho minhas responsabilidades. Se eu não puder separar o dízimo porque caso eu separe eu adquira uma dívida externa, Deus não vai me entender? Porque não posso dever aos homens! O dinheiro do dízimo (mesmo que pequeno) faz muita falta no meu orçamento!”

“O dinheiro que ganho é o valor exato da mensalidade da minha escola/faculdade. Se eu tirar o dízimo, não terei o valor integral. O que eu faço?”

Questões sobre a Fogueira Santa:

“Eu estudo e não tenho nada. Não posso vender as coisas na rua. Não tenho como gerar meu sacrifício. Como vou participar da Fogueira Santa?”

“É errado eu sacrificar outra coisa? Por exemplo: um jejum, dormir no chão, orar de madrugada… Mas eu pegaria o envelope? É errado eu entregá-lo vazio?”

Questões sobre as Ofertas:

“Tenho vontade de pegar os envelopes de campanha na igreja, mas geralmente há um valor mínimo, e eu não tenho esse dinheiro. Eu não poderei participar? E como Deus irá me abençoar?”

Muitas perguntas, não é? Algumas delas lhe soam familiares?

Então vamos as respostas, que são tão diretas (ou até mais diretas) que as perguntas:

  • Dinheiro dos pais para o filho deve sim ser dizimado, se é dado para ele para uso pessoal. É fácil entendermos isso se fizermos uma analogia com uma empresa. Suponhamos que eu seja dona de uma industria e você seja uma das minhas funcionarias. Todo mês eu separo o dízimo da minha empresa de foram fiel. Ao final do mês eu te chamo para te pagar  o seu salário. Você não vai tirar o dízimo só porque sua chefe (eu) é dizimista? Não faz sentido, né? Cada um presta suas respectivas contas com Deus 😉

 

  • Se você deixa de separar o dízimo para não faltar com responsabilidade em relação a  algum compromisso que você já fez, isso mostra a você algo gritante:  você é uma pessoa extremamente irresponsável e desorganizada em relação as suas finanças. Qual o seu problema? Se preocupa em não dever para os outros, mas não se preocupa em estar em dívida com Deus? “Ah Quel… Mas Deus deve me entender! Ele sabe que tenho minhas responsabilidades também…” Não! Ele não te entende, amiga! Sério! Ele deu uma ordem em Sua Palavra para que todos trouxessem os dízimos e ofertas a Sua casa. Em nenhum momento vejo Ele abrindo uma exceção para os mais desesperados e endividados. O problema de não dar conta de pagar tudo é seu! Deus não tem nada a ver com isso! E tem outra coisa! Ser dizimista é para seu benefício! Deus não precisa que  o devorador seja amarrado! Já eu e você… Seja responsável! Tenha prioridades! Tenha Deus como prioridade!

 

  • “Quando a pessoa diz que “não tem nada para sacrificar”, normalmente é porque não quer sacrificar. Ou não foi revelada por Deus sobre o que é o sacrifício. Um jovem pode, por exemplo, andar em vez de pegar o ônibus, sacrificar o lanche da escola, vender algum item que tem de estimação, fazer serviços para amigos/parentes etc. em troca de pagamento, vender na Internet etc. Só não sacrifica quem não quer, não crê, ou não entende do que se trata.” (Conselho valiosíssimo de um grande homem de Deus!) Falar mais o que? Você pode sim fazer seus jejuns, orações e seus propósitos com Deus… Você deve fazer! Mas não se esqueça! Dê a Deus um verdadeiro sacrifício! Dê a Ele o que Ele te pede. Não erre! Não erre no altar!

 

  • Não há valor mínimo de sacrifício, desde que seja sacrifício. A exemplo disso, temos o relato da viúva pobre que podemos ler na Bíblia… Aos olhos de quem aquelas duas moedas seriam algum tipo de sacrifício? Não importa o que o homem pensa/diz a seu respeito, ele não vê e nunca conseguirá ver o que só Deus tem acesso: ao seu interior e suas reais intenções!

Tenha por maior objetivo começar 2017 com uma nova identidade. Concerte-se com Deus. Faça o que é certo, mesmo que a principio aparente que você está perdendo com isso… Não se dê ao luxo de errar! Não temos esse tempo! Acerte com Deus! Acerte no Altar!

Quel Delatorre

 

 

Anúncios

43 comentários sobre “Dízimos, Ofertas e Fogueira Santa para quem estuda. Como proceder?

  1. Quel, muitas vezes o pastor estabelece o valor mínimo para determinado propósito, eu sei que preciso daquela bênção, mas de vez em quando é tudo que eu recebo dos meus pais pra quitar minhas responsabilidades. Se eu não colocar o valor mínimo que o pastor estabeleceu, e sim aquilo que está nas minhas condições (msm q tenha que deixar de comprar algo a parte, que gostaria de comprar ) eu estaria fazendo errado?

    Curtido por 1 pessoa

  2. Muito bom o post Quel super me ajudou 🙌😍,gostaria que você abordasse mas asssuntos como esse no blog e também sobre vida sentimental Quel. Beijos 😙 e um super ultramega abraço e urso 🐻🐻🐻🐻

    Curtir

    1. Olá Ray!
      Olha só esses versículos:

      “Melhor é que não votes do que votes e não cumpras” (Eclesiastes 5:5).

      “Seja, porém, a tua palavra: Sim, sim; não, não. O que disto passar vem do maligno” (Mateus 5:37).

      Nossa palavra é o nosso caráter diante de Deus. Pense muito bem antes de pegar um propósito… ao invés de benção, a falta de temor as coisas de Deus podem lhe trazer maldição…

      Pegue os envelopes/votos atrasados e leve até a sua igreja. Chegando lá, deixe diante do altar e reconcilie-se com Deus! Vá e não peques mais! Agora você já sabe!

      Deus te abençoe 🙂

      Curtir

  3. Muito legal esse post!!
    Porque me lembrou muitas coisas.Os sacrifícios e votos mais marcantes que já fiz foi exatamente durante a época de estudante.
    Eu realmente não tinha condições de fazer nenhum voto ou mesmo ofertar para Deus quando mais nova. Nunca recebi mesada ou algo parecido mas no pouco que tinha fui fiel e Deus honrou! Ele sempre honra.
    Eu precisava pegar dois ônibus para ir para faculdade mas a distância de um deles era de 30 min.Resolvi abrir mão do lanche e desse ônibus.Tinha dias com um sol rachante..mas eu lembro disso tudo com muita felicidade.Foi uma honra!!
    Beijos grandes

    Curtir

  4. Com certeza todos podem sacrificar, não podemos dar desculpas para Deus, se com sinceridade perguntamos o que Deus quer de nos e formos sensiveis a sua voz, Ele vai nos mostrar o quer que sacrifiquemos para Ele.
    Beijos 🙂

    Curtir

  5. Olá Quel,
    Gostaria que me ajudasse..sobre a fogueira santa o que eu devo fazer,eu não quero errar no altar,quero sacrificar meu tudo, mas tbm tenho contas a pagar, é errado eu pagar minhas contas e sacrificar o que me sobrar,o que seria para o meu uso?Deus aceitaria meu sacrifício?

    Curtir

    1. Olá querida Deisy,

      Não posso lhe dizer o que é certo e errado a se fazer… tudo é uma questão de fé (fé inteligente, nada de emoção!). E a fé é algo muito pessoal… não posso te incentivar ou te inibir a fazer algo, entende?

      Saiba apenas que sacrifício é sinônimo de perfeição. É o melhor para Aquele que é perfeito 🙂

      Deus te oriente e te abra os olhos e a visão!
      Deus te abençoe!!

      Curtir

  6. Quel, você não respondeu a terceira pergunta sobre o dízimo… eu sempre entendi que se alguém te dá um valor fechado pra vc pagar alguma coisa, aquele dinheiro não é seu, é daquela coisa (faculdade, por exemplo), logo não precisa tirar o dízimo. Se você recebe o dinheiro contado do ônibus, não tem como vc tirar o dízimo.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Querida Carol,

      se o dinheiro é seu (para seu uso pessoal) então você tem o direito de fazer com ele o que quiser. Caso o dinheiro não seja seu (pra seu uso pessoal), então não há como você fazer com ele o que quiser…(inclusive tirar o dízimo).

      Se seus pais te dão o dinheiro para o ônibus, o dinheiro é para isso. É como se fosse para pagar uma conta… como você vai tirar o dízimo desse dinheiro… não faz sentido, concorda? (O que não se aplica ao sacrifício, como foi explicado no post). Mas se fosse para gastar com o que você quisesse, aí sim! Esse dinheiro seria seu e você poderia fazer com ele o que quisesse, inclusive tirar o dízimo 🙂

      Curtido por 1 pessoa

  7. Amei o poste de hoje Quel, esclareceu muitas das minhas dúvidas!
    E quando o pastor fala de oferta e da o seu tudo e sendo que o que você tem na bolsa é pra pagar uma conta importantíssima. Como faço? Pq quando eu tenho dinheiro e não dou oferta minha consciência fica pesada, tipo: “você tem 50 reais e não vai dar pra Deus? Como Ele vai te abençoar? Como que você vai receber o Espírito Santo sempre você não confia nEle?”
    Fico me sentindo mal 😢😢

    Obs: Parabéns Quel, te desejo tudo de bom e que Deus realize todos os seus sonhos 😊, não desista nunca de lutar por eles 💘💘

    Quelzinha

    Curtir

    1. Olá Quelzinha! Bom dia 🙂

      Quando o Pastor fala, cremos que ele é usado por Deus para falar para todos os que estão ali! Atente-se se essa voz que “fala com você” realmente é a voz de Deus… a voz DEle não é voz de peso e julgamento! O fardo de Deus é leve! Se lembra?
      Outra coisa: você não deve dar ofertas com medo… por exemplo: “ah, e se eu não der? Como Deus vai me abençoar? E se eu não der? Como vou receber o Espírito Santo?” Isso é escambo! Você da algo a Deus e Ele te da algo de volta… Deus não trabalha assim! Devemos ofertar a Ele com alegria!! É isso o que nos faz sermos abençoados 🙂 ofertar por amor!! Gratidao! Quando fazemos um voto! E não por medo 😉

      Obrigada Quelzinha, pelo carinho! Bjinhos em você!!😚❤️❤️

      Curtir

  8. O seu comentário está aguardando moderação.

    Amei o poste de hoje Quel, esclareceu muitas das minhas dúvidas!
    E quando o pastor fala de oferta e da o seu tudo e sendo que o que você tem na bolsa é pra pagar uma conta importantíssima. Como faço? Pq quando eu tenho dinheiro e não dou oferta minha consciência fica pesada, tipo: “você tem 50 reais e não vai dar pra Deus? Como Ele vai te abençoar? Como que você vai receber o Espírito Santo sempre você não confia nEle?”
    Fico me sentindo mal 😢😢

    Obs: Parabéns Quel, te desejo tudo de bom e que Deus realize todos os seus sonhos 😊, não desista nunca de lutar por eles 💘💘

    Quelzinha

    Curtir

    1. Olá Quelzinha! Bom dia 🙂

      Quando o Pastor fala, cremos que ele é usado por Deus para falar para todos os que estão ali! Atente-se se essa voz que “fala com você” realmente é a voz de Deus… a voz DEle não é voz de peso e julgamento! O fardo de Deus é leve! Se lembra?
      Outra coisa: você não deve dar ofertas com medo… por exemplo: “ah, e se eu não der? Como Deus vai me abençoar? E se eu não der? Como vou receber o Espírito Santo?” Isso é escambo! Você da algo a Deus e Ele te da algo de volta… Deus não trabalha assim! Devemos ofertar a Ele com alegria!! É isso o que nos faz sermos abençoados 🙂 ofertar por amor!! Gratidao! Quando fazemos um voto! E não por medo 😉

      Obrigada Quelzinha, pelo carinho! Bjinhos em você!!😚❤️❤️

      Curtir

  9. “você é uma pessoa extremamente irresponsável e desorganizada em relação as suas finanças”, isto não se aplica a todos… eu não deixo de dizimar por causa das muitas despesas e poucos recursos, e fico sim em falta com as minhas responsabilidades quase todos os meses, inclusive tenho dívidas que até então não consegui liquidar, e não é por ser irresponsável. É mesmo por não ter como pagar e viver no limite, não tenho ajuda nem da minha mãe e nem do meu pai, tenho 200 euros da bolsa de estudo por mês que não chega para cobrir nem as despesas escolares, quem paga as despesas da casa é o meu marido que passa a vida a reclamar que ele sozinho não consegue cobrir as despesas. Cada caso é um caso, e as vezes dá vontade de deixar os estudos no meio de tanta pressão, :-/ :-/

    Curtir

    1. Olá, Maria Clara!

      A frase que você destacou não é posta sozinha no texto que publiquei… ela está assim:

      “Se você deixa de separar o dízimo para não faltar com responsabilidade em relação a algum compromisso que você já fez, isso mostra a você algo gritante: você é uma pessoa extremamente irresponsável e desorganizada em relação as suas finanças. Qual o seu problema? Se preocupa em não dever para os outros, mas não se preocupa em estar em dívida com Deus?”

      O que eu quis dizer, foi você deixar de separar o dízimo por ter outras responsabilidades! Isso realmente é um erro!! É bem mais provável as pessoas terem mais responsabilidades do que dinheiro para efetua-las, mas usar essa desculpa para não separar aquilo que é de Deus (biblicamente) é um erro.

      O texto se aplica também a pessoas que aderem para si tantas responsabilidades financeiras e não tem condições para supri-las. Não tem paciência e não querem esperar subir cada degrau de uma vez. Adoram dívidas desnecessárias… Foi nesse sentido que quis dizer 🙂

      Espero que entenda 🙂
      Bjos!!

      Curtir

  10. Deus nunca me deixou na mão.Tiro o dízimo da mesada e o dinheiro que sobra da mesada ,tiro o dízimo do dinheiro que meu pai me da para ir pagar o meu curso e transporte.Ficando assim sem nada da mesada.Todas as vezes que precisei de dinheiro para fazer algum trabalho da escola , xerox etc , Deus me honrou , Ele viu que fiquei sem nada para poder tirar o dízimo da mesada , curso e transporte e sempre me abençoou , pois como meu pai me daria mais dinheiro para fazer o que precisava da escola se ela já tinha me dado a mesada que usei para poder tirar o dizimo do curso e transporte?!Mas Deus me honrou e sempre criava e ainda cria situações para passar mais dinheiro em minhas mãos e eu poder comprar , pagar o que preciso e olha que eu nem trabalho ainda , só estudo .Obedeça o que Deus pede e terá o direito de cobrar as JANELAS DOS CÉUS ABERTAS ,creia que Ele é Fiel

    Curtir

  11. Oie Quel! Estou na Fogueira Santa e Deus me pediu algo, estou decidida a sacrificar como nunca, Ele pediu o objeto que mais gosto, na vdd amoo mais não sei se ponho só o que Ele me pediu e fico acomodada até o dia de subir no altar ou se faço algo a mais. Pode me ajudar?

    Curtir

  12. Olá Raquel, tudo bom?

    Sou um Dos Rapazes q lê seu blog 🙂

    Gostaria de deixar um depoimento: como eu sei que muitas vezea acaba sendo dificil gerar um sacrifício no período da campanha, Eu costumo ir sacrificando bem antes dela 😉 Tenho uma poupança (que não cobra tarifa bancária) e durante todo o semestre vou guardando um pouquinho por semana (inclusive tenho um “cofrinho” pra juntar moedas pra ajudar). Claro, eu também reservo dinheiro pra diversão, comer fora, pagae contas, etc (OK, talvez um desses por vez, rs).Ainda que Deus peça outra coisa, vai ser algo a mais pra ele. Aprendi isso em um antigo blog, o “filha de pastor”. Grande Abraço!!!

    Curtir

  13. Queria só deixar minha experiência quando ainda estudava e vim para a igreja. Na minha 1º Fogueira Santa aparentemente não tinha nada para sacrificar mas queria tanto me lançar que fiz loucura mesmo. Fui para a feira e vendi a maioria das minhas roupas, todas as que dessem pra ser vendidas vendi (cheguei a passar um pouco de frio porque era inverno e só fiquei com 1 casaco creio eu que não era daqueles bons), cheguei até a vender alguns livros da escola e minha calculadora. Minha mãe ficou louca quando me viu sair de casa com o saco cheio de roupa mas fui mesmo assim porque queria de verdade uma mudança de vida por dentro e por fora. Eu lá arranjei um jeito de ter depois novos livros, consegui uma calculadora melhor que a que sacrifiquei e alguns meses depois consegui um trabalho no qual estou até hoje (3 anos e meio), no ano seguinte consegui entrar para a faculdade no curso que queria (foi um milagre porque passei no exame de acesso por uma décima acima da nota mínima). Através desse trabalho que deu me deu é que consigo pagá-la e conciliar os meus horários com a faculdade e ajudar dentro de casa também. Este foi dos que mais me marcou pois tive que lutar contra a timidez pois era muuuuito tímido (se tinha vergonha só de olhar nos olhos das pessoas com quem conhecia, imagina vender minhas roupas na feira). Mas Deus tem me mantido na fé e de sacrifício em sacrifício tenho lutado para alcançar meus objetivos no futuro. Pode ser que ajude alguém que esteja com problemas em gerar o seu sacrifício.

    Abraços, Jônatas (FJU Portugal)

    Curtido por 1 pessoa

  14. Oii Quel,
    Tenho uma pergunta… quando vou tirar o dízimo as vezes não da o valor certinho ex: as vezes o dízimo é 246,00 e eu tenho 250,00 na mão e como eu faço: Eu coloco os 4 reais a mais como se fosse oferta mas coloco no próprio envelope do dízimo junto com o dízimo. Então o pr pede a oferta e eu ja dei junto com o dízimo mas me sinto incômoda por isso.. É errado colocar junto?

    Curtir

  15. Quel, a pergunta não tem haver com esse Post, mas com outro já postado aqui e queria sugerir que você voltasse ao tema, estou com muita dúvida se é errado usar um batom mais escuro na igreja, ou em alguma ocasião especial, cílios postiços, não aqueles enormes para chamar atenção, e sim aqueles para dar mais volume, deixar a maquiagem mais bonita. Tenho muitas dúvidas quanto a maquiagem. Nos ajude. Help! Deus te abençoe.

    Curtido por 1 pessoa

  16. Quel, Deus me pediu meu celular mas eu demorei atender a voz Dele e não consegui vender o celular. Amanhã é o dia de entregar o envelope e eu coloquei todo o dinheiro que consegui juntar e quando eu conseguir vender o celular vou cumprir meu voto. Isso agrada a Deus?

    Curtir

  17. Olá Quel!sempre que participo da F.S tenho muitas dúvidas e medo de errar no Altar,nunca consegui subir no Altar com certeza,mesmo dando algo que Deus me pede,como posso vencer o medo e me entregar por inteiro,fico muito angustiada com essa situação…

    Curtir

    1. Gabi, a entrega é uma decisão. Simples assim! Se você entregou a Deus o que Ele lhe pede, então fique em paz! O diabo sempre fará algo ou lancará pensamentos para te deixar na duvida… Mas sua certeza está na sua consciencia limpa e tranquila de ter obedecido a voz de Deus 🙂

      Curtir

  18. Ola Quel 🌸❣

    As vezes tenho ideias de vender gelinhos, fazer certas coisas mas tenho um pouco de medo de falar com os meus pais e eles não deixarem,porém depois se não faço, fico um pouco preocupada e logo vem pensamentos “se vc nao fizer isso como vc vai receber o Espírito Santo” e por ai vai… queria que vc me desse um conselho. 🌸❣

    Muito obg pelas suas postagens 👊😊

    Curtir

    1. Boa noite, Bea!
      As Fogueiras Santas, sem dúvida, nos ajudam a nos preparar para a descida do Espírito Santo, usamos a fé, cremos no invisível, Deus nos honra, mas, O Espírito Santo vai descer sobre você pela sua sinceridade e entrega. Você pode fazer milhares de Fogueiras Santas (eu fiz 8) e não receber O Espírito Santo, porque o sacrifício não é apenas o dinheiro, mas a sua vida. Você pode colocar 10.000 reais em um envelope e não receber O Espírito Santo porque não se entregou totalmente. Mas você pode colocar 200 reais, se colocar no envelope, dar seu tudo, em todas as áreas da sua vida, e receber a Virtude de Deus, do alto.
      Não tenha medo de falar com seus pais, ore antes, e vá. Deus vai te honrar.
      E enquanto a esses pensamentos confusos e de duvida, amarre em Nome de Jesus e sempre se pergunte: o que meu Deus faria? O que a Palavra de Deus tem a dizer sobre isso?
      Medite na Palavra, minha jovem! Ela é sua arma e sua defesa.

      Curtido por 1 pessoa

  19. Olá Quel
    Este post foi bastante esclarecedor pra mim, mas ainda tenho uma pequena dúvida… assim como você disse no post ; “Tenho vontade de pegar os envelopes de campanha na igreja, mas geralmente há um valor mínimo, e eu não tenho esse dinheiro. Eu não poderei participar? E como Deus irá me abençoar?”. Acontece muito isso comigo na igreja, tenho vontade, mas sei que não tenho condição de cumprir porque não trabalho, e ao mesmo tempo tenho vontade de fazer aquele voto, justamente pra ser abençoada. Muitas vezes penso que vou perder a oportunidade de ser abençoada com algo que eu preciso muito por conta disso, mas ao mesmo tempo eu penso de forma racional que é melhor não pegar e se comprometer e acabar não cumprindo e desagradando a Deus, do que pegar na emoção. Mas como o pr sempre diz que é dando que se recebe, como vou receber se não tenho plantado nesse quesito? Sei que tem vários tipos de ofertas, mas focando apenas naquela que abençoa a vida financeira.. poderia me ajudar a tirar essa dúvida???
    Obrigada e amo seu blog 😘😘

    Curtir

  20. Oi Quel, tudo bem? Tenho uma dúvida sobre o dizimo: quando empresto um valor para alguém, de um dinheiro que já devolvi o dizimo, quando a pessoa me paga devo tirar o dizimo novamente?
    Desde já agradeço, que Deus te abençoe grandiosamente.
    Bruna

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s