Como é morar sozinha?

Oooi, lindezas!! Tudo bem? ♥

Que saudadinha!! Como vocês estão? De férias? Descansando? Estudando? Contem-me tudo não me escondam nada!! Rs Uma passadinha por aqui para batermos aquele papo super gostosura de sempre! “Opa, opa, opa, dna. Raquel Delatorre!!! De sempre uma ova, porque a senhorita anda bem sumidinha!!! Hãn!!” Aiai… Vocês são tão lindas!!! Vou apertar!!! Rsrs ♥♥♥ #MeSegura

No post de hoje falaremos sobre um assunto que pouco abordamos aqui no nosso blog, mas se quiserem podemos falar mais sobre 😉

Morar sozinha… Só quem mora sabe dos prós e contras! Rs Hoje vou contar um pouquinho da minha experiência, tabom? Então acomode-se aí bem gostosura e bora papear!! 🙂

Fui morar sozinha quando tinha apenas 17 aninhos! Hoje, para quem não sabe, tenho 23 😉 Iniciei minha nova jornada não por uma escolha, mas por uma necessidade… Morava com a minha mãe, em Santa Catarina, e acabei vindo para São Paulo porque eu procurava um bom cursinho pré vestibular… Eu estudava em um bom colégio na minha cidade, mas não me via a altura das “feras” de São Paulo para competir por uma vaga de medicina. Foi uma decisão mutua entre eu e minha mãe. Decidimos isso depois de muita conversa e eu me lembro que na época chorei muito porque nunca havia saído de casa! Nem na casa das minhas amigas a minha mãe me deixava dormir… Pensa! hahaha

Minha irmã já morava em São Paulo, mas pouco tempo depois ela se casou e eu tive que lidar com as realidades da vida. “Realidades, Quel? Como assim?” Sim, realidades! Porque a maioria das pessoas que moram com os pais acham que morar sozinha é sinônimo de liberdade… Verdade! De certa forma você adquire uma certa liberdade que você não tem quando morando com seus pais ou outros familiares… Porém, junto com a liberdade, vem muitas responsabilidades! E quando digo ‘muitas’, entenda MUITAS MESMO!!

Acho que um dos maiores desafios para iniciantes é administrar o dinheiro… Porque queira sim, queira não, quando moramos na casa de alguém ou com os nossos pais, se te falta alguma coisa é só você correr para o quarto do lado e ali você encontra o que você procura. Desde a escova de cabelo que você perdeu até gritar pelo papel higiênico que acabou! E sim, já aconteceu comigo esse segundo exemplo… E não, não tinha ninguém para me acudir… Pois é! #PartiuBanho “Quel!! Por favor, né! Não precisa entrar em detalhes… Desnecessário!” Ôxe! É a realidade! Ou você não faz cocô? Porque eu faço, ta?Só para deixar claro à pessoa que me mandou um e-amil perguntando… (Isso sim foi desnecessário!) Rs Morando sozinha você vai gritar por quem? SE você for muito abençoada você pode ter a sorte de ter vizinhos fofos e queridos que te socorrerão quando necessário, mas não espere por isso! Porque se não tiver essa “sorte”, entenda que agora é só você e Deus… Sério!

Morar sozinha me amadureceu muito! Aprendi muita coisa que tecnicamente só aprenderia quando eu casasse e saísse de casa… As vezes, olho para meninas da minha idade, algumas até mais velhas que eu, e fico pensando: Senhor!! Cadê a maturidade dessa criatura? Será que ela sabe o valor do dinheiro, limpar uma casa, lavar uma roupa, fazer uma comida, pagar uma conta, lidar com pessoas e se defender se necessário? Será que ela sabe o preço das coisas no mercado para sempre deixar comida no prato? Será que ela pensa que vive no Maravilhoso mundo de Alice? Ou será que eu que sou velha demais? E um dos pontos negativos de se morar sozinho é que você acaba se tornando “responsável demais” para a sua idade. Quando olho meninas de 17, 18 anos que moram com os pais e tem “tudo de mão beijada” muitas vezes fico indignada em pensar que na idade delas eu já morava sozinha e respondia pelos meus próprios atos! Isso é ruim, de certa forma, porque você acaba cobrando do outro o que você já era com a idade dele. Mas é importante entender que cada um é um, e o tempo de amadurecimento pode variar BASTANTE!

Mas algo interessante de tudo isso é que já me via “pronta” para casar desde muito nova – antes mesmo de sair de casa! Desde pequena (graças a Deus) minha mãe sempre nos incentivou a sermos donas de casa, mesmo em épocas de vacas gordas! O que nos ajudou muito nos desertos onde nem “vacas” tínhamos! Lembro que desde muito pequena eu amava passar camisas masculinas! Sempre falava para minha mãe: “Tomara que meu marido use bastante camisa e gravata!” Sempre fui apaixonada! Rsrs E isso muito me ajudou quando fui morar sozinha… Já sabia lavar, passar e como vocês sabem, sempre amei cozinhar! Mas a questão é que tudo isso eu sabia fazer mas não precisava fazer… Porque havia quem fizesse por mim! Quando me vi sozinha, entendi que ou eu me organizava ou quando eu precisasse daquela blusa branca eu não a teria… A blusa realmente não vai para a maquina sozinha! E o mesmo acontece com a louça, acredite! 😉 Quando a fome chegava, entendi que eu podia comer lanche (muito mais fácil e gostoso), mas entendi também que estava virando uma obesa… A “liberdade” tinha o seu preço e a salada precisava ser lavada…

Há muitas coisas legais em morar sozinha – pensava eu quando ainda morava com a minha mãe. Um dos meus sonhos (acredite) era comer o que eu queria, na hora que eu quisesse! Obviamente que com a minha mãe eu podia comer o que eu queria e quando queria, acontece que eu queria provar da vida sem limites, sabe? Comer a sobremesa antes do jantar, não almoçar, jantar de madrugada, comer miojo no café da manhã, tomar refrigerante em dia de semana, comprar um pote de sorvete e comer sozinha, comer na cama, no sofá da sala e em todos os lugares menos na mesa…Olha só que gorda! Senhor!! kkkkkkkk Hoje, pensando nesses “sonhos de adolescentes”, vejo o quanto eu era simples! Realizei todos! E quando surge um novo já penso quando vou realiza-lo! Rs É realmente muito gostoso! Mas fazendo tudo isso vejo o quanto é importante termos disciplina… E entendo muito mais a minha mãe! Muito mais!!!

Entendo porque hoje, teoricamente, não moro sozinha. Divido o apartamento com três meninas e provo da experiência de morar com pessoas que não tem a mesma criação que eu! Mas vivo como se morasse sozinha, na maioria do tempo, porque devido a rotina e correria, dificilmente nos cruzamos dentro do nosso próprio apartamento. Morar em república é ter a consciência que a casa não é sua, logo suas regras não valem ali. As regras são “nossas” e não “minhas”, entende? Todos ali devem ter suas responsabilidades. Sou abençoada de ter meu próprio quarto e por todas as meninas serem muito legais e cumprirem com as regras do nosso lar… Mas sei que muita gente sofre demais por morarem com pessoas extremamente complicadas e por ainda terem que dividir quarto! Isso sim deve ser difícil! Nesse caso minha orientação é que se faça uma “reunião de condomínio” todo início de ano para todos ficarem cientes das regras daquele lugar. Fazemos isso lá na “República das Gordas” – apelido carinhoso do nosso cantinho! Rs- e super funciona! Sem contar que nos organizamos em relação a limpeza da casa, despesas…

Um ponto muito ruim de morar sozinho é que você está sozinho, literalmente! Então digamos que você esteja super feliz ou mega triste… Você está sozinho! E isso é horrível! Eu particularmente acho! Muitas vezes chorei por não ter ninguém para conversar, falar, desabafar, sabe?  Ou alguém que me recebesse depois de um dia exaustante! Ninguém que eu pudesse chorar minhas pitangas ou mesmo ouvir uma novidade! “Mas Quel, você pode ligar para os seus pais, sua amiga, seu namorado…” Verdade! É o que geralmente eu faço! Rs Mas é diferente… Diferente se eu ainda morasse com meus pais ou já fosse casada… É diferente…

Morar sozinha é a vida te chamar para a guerra, é você perceber que chegou o momento de amadurecer!

Morar sozinha é você acordar as 4h da manhã morrendo de dor de ouvido, ter que pegar um táxi sozinha, ir ao hospital e enfrentar 8°C lá fora e ter que ouvir da médica: posso chamar o acompanhante? Porque a injeção talvez de faça desmaiar… E ter que responder: Não não dra… Eu vim sozinha, pode aplicar.

Morar sozinha é você não ter o direito de ficar mais cinco minutinhos na cama e muito menos perder a hora. Quem vai te chamar?  Quem vai fazer sua marmita? Quem vai passar sua roupa? Quem?

Morar sozinha é você trazer suas amigas em casa e fazer festa do pijama quando quiser! Mas é também arrumar tudo antes e depois porque né… Empregada nem existe no meu vocabulário!

Morar sozinha é você passar o dia dos pais e das mães longe de quem você ama porque na mesma semana sua faculdade decide que terá três provas! Como lidar? Chorar? Com certeza!

Morar sozinha é você olhar domingo de manhã na igreja as famílias reunidas e pensar consigo mesma enquanto os olhos se enchem de água: “Poxa meu Deus… Meu coração até aperta! Como quero ter minha própria família!!”

Morar sozinha é bom, mas tem seus muitos pontos de deserto também! E um deles é manter sua comunhão com Deus sem que NINGUÉM te cobre ou te faça lembrar disso. É você ler a bíblia não porque sua mãe te cobra, mas porque você realmente sabe que tem que ler! É você ir a igreja não porque seus pais te arrastam para lá, mas porque você realmente tem um compromisso com Deus e com a sua fé! É você estar mais próximo de Deus do que nunca porque, no meu caso, eu me aprofundei demais na minha vida espiritual! Me conheci de verdade e passei por desertos espirituais sem o conforto de estar em casa… A vida me chamou para a guerra e como louvo a Deus por isso!

O diabo me deu muitas oportunidades (bem tentadoras) de ir para o mundo, quando fui morar sozinha… Mas gracas a Deus me mantive aos pés de Jesus! Não foi fácil! Não é fácil! Mas o segredo está em saber que você JAMAIS está sozinha… Deus e o diabo te observam, e dependendo de quem você segue e serve, este está com você te acompanhando todos os dias!

Te louvo, meu querido Deus! Por estar comigo todos os dias da minha vida e por sempre me sustentar! Sei que não moro sozinha, o senhor mora em mim! Te amo, Pai!!! ♥

Quel Delatorre

Instagram: @queldelatorre

Facebook: Estudante Blindada

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

15 comentários sobre “Como é morar sozinha?

  1. Quel!!! Muito obrigada amiga…amanhã eu me mudo para uma república em um Estado de cultura bem diferente e pela primeira vez vou morar sozinha e pela primeira vez fico longe de tudo que aprecio e amo: minha mãe, minha família e amigos…Estamos a km de distância e todos passando por desertos junto comigo que nem mesmo posso ajuda los apenas em oração. . . Estou tensa pois não sei como será o desafio do novo emprego e muito menos o desafio de morar com pessoas que nem ao menos vi na vida 😦 Que Deus me guarde. Na Fé!

    Curtir

  2. Siiim…aborda mais sobre esse assunto, please!! Passei por exatamente as mesmas coisas que vc. Também vim morar sozinha duas semanas depois dos 18 anos, hoje com 23 tenho a mesma sensação ao olhar até para amigas de colégio e de infância. Me sinto velha kkkkkk entendo muitas mais as regras da minha mãe também! Gosto muito de morar sozinha, realmente foi onde tive a chance de poder amadurecer como não teria se continuasse na casa dos meus pais. Eu Quel, não sabia fazer um arroz e nem qual produto colocava pra passar pano na casa kkkkkk a única coisa que fazia na minha casa era lavar minhas calcinhas, somente!! Meu foco era todo no estudo. Logo depois de conseguir passar no vestibular pra engenharia de primeira, comecei a lembrar de tudo que minha mae falava..cozinhar, limpr a casa e etc. Hoje faço tudo, e agradeço muito a Deus pelas dificuldades que passei. Fala mais sobre isso, por favor! Beijinhos de urso

    Curtir

  3. Sim Quel, esse assunto é muito bom, obrigada por compartilhar suas experiências 😊. Gostei muito do post❤, aliás difícil não gostar de nossos papos deliçuras… Beijinhos e aquele abraço de 🐼.

    Curtir

  4. Oi Quel,

    Aí a gente vê de facto que Deus faz tudo de forma tão linda para que tudo coopere para o nosso bem, para o nosso crescimento e amadurecimento! Esse cuidado é taaaaao lindo!
    Obs: eu ri tanto lendo esse post, ri alto mesmo rsrsrs! obrigada por esses papos maravilhooooosos

    Curtir

  5. Alô Quel! Aborda mais sobre este tema, amei o post! Me identifiquei muito pois também vou morar muito longe da minha família, mas o principal que quero é manter a minha comunhão com Deus! Bjos

    Curtir

  6. Amei o post Quel! É assim mesmo… eu vim sozinha pra Brasil, tuda a minha ficou lá, moro em casa da família de uma amiga mas não é o mesmo! Daqui a pouco vou começar a procurar um lugar onde morar… sozinha 😕 admito que estou com um pouco de medo mas ao mesmo tempo estou emocionada 🙌 rsrsrs olha… É difícil mesmo, nova cultura, diferentes costumes de vida… e ao respeito dàs suas dicas, eu vou imprimir esse post aqui e colar nas paredes quando tiver mudada de casa para não deixar escapar nenhum detalhe 😉

    Um mega abraço amiga!!🙅🐼

    Curtir

  7. Oi Quel, muito legal esse post! Queria aproveitar para te falar o quanto amo seu blog. Parece que vc está conversando pessoalmente connosco, sempre nos faz sentir tão próximas … Sem falar que como estudante me identifico sempre com todos os post, sempre fala aquilo que os estudantes passa e nos dá uma direção. Obrigada 🙂
    Uma perguntinha, … vc já estava na obra de Deus quando foi morar para outro local ? Como foi deixar sua igreja?

    Curtir

  8. Nossa Quel, chorei aqui 😥 Você contou um pouquinho da minha jornada nesse post, sou nova por aqui e a cada dia estou mais apaixonada pelos seus posts. Que Deus continue te usando e abençoando grandemente. 😉

    Curtir

  9. Que testemunho Quel !
    Eu moro com o meu pai (minha nãe faleceu quando eu era nova) e eu tive que ter respinsabilidades desde cedo. Vivia na casa das minhas tias e tal e fiquei até depressiva mas conheci o Sr Jesus e hoje sou muito mais feliz ! Com a correria tbm quase nao vejo meu pai e a maior parte do tempo nao fico com ninguem em casa . Deus tem me ajudado dia apóa dia pois é dificil nao ter ninguem pra compartilhar . E é aquilo , dependendo de quem vc segue e serve você NUNCA estará sozinha 😊😊

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s